Ciência e Saúde

28/Fev/2020 14:09h
Homem de SP infectado por coronavírus continua em isolamento domiciliar e passa bem
28/Fev/2020 13:25h
México confirma primeiro caso de Covid-19
28/Fev/2020 13:23h
Com o alerta do coronavírus, Diocese de Uberlândia altera ritos nas missas e celebrações como medida...
28/Fev/2020 13:11h
Os sinais que indicam nova alta da dengue no Brasil em 2020
28/Fev/2020 13:00h
Cientistas detectam a maior explosão no espaço depois do Big Bang
Ver todas

Exames

  • SULFATO DE DEHIDROEPIANDROSTERONA

    Descrição:
    Sinonímia: DKEA-S.

    Material: Soro, plasma EDTA ou plasma heparinizado. Volume mínimo: 0,5 mL.

    Colheita, conservação: Se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Jejum não obrigatório.

    Método: Radioimunoensaio.

    Interferentes: Lipemia.

    Valores normais: Ol a 05 anos: 2 a 15 xg/dL (69 a bl8 nmol/L)
    06 a 10 anos: 18 a 9 pg/dL (622 a 3283 nmol/L)
    11 a 15 anos: 34 a 274 pg/dL (1175 a 9469 nmol/L)
    16 a 20 anos: 97 a 280 pg/dL (3352 a 9677 nmol/L)
    21 a 30 anos: 64 a 450 pg/dL (2212 a 15552 nmol/L)
    31 a 4Q anos: 85 a 235 pg/dL (2937 a 8121 nmol/L)
    41 a 60 anos: 10 a 275 pg/dL (345 a 9504 nmol/L)
    60 anos: 9 a 160 pg/dL (311 a 5529 nmol/L).

    Interpretação: O sulfato de dehidroepiandrosterona é o principal andrógeno adrenal circulante. Seus níveis são estáveis e apresentam boa correlacão com a idade óssea. Sua determinação é útil na avaliação da adrenarca normal ou patotógica, no diagnóstico e seguimento de pacientes com carcinoma adrenal e no dtagnóstico e acompanhamento de pacientes com hirsutismo.

    Exames relacionados: Cortisol, androstenediona, testosterona.