Ciência e Saúde

16/Set/2021 09:00h
Ideias para o atendimento da saúde em 2030
14/Set/2021 23:00h
Brasil volta a ter média móvel acima de 500 mortes diárias por Covid após 6 dias
14/Set/2021 19:23h
Combinação de tipos diferentes de vacinas contra a Covid pode ser vantajosa e gerar mais resposta
14/Set/2021 17:58h
Brasil, Índia e África do Sul foram focos de surgimento de novas variantes do coronavírus até junho,...
14/Set/2021 16:55h
Dois objetos com mais de 10 mil anos são achados dentro do estômago de crocodilo nos EUA
Ver todas

Exames

  • ALDOSTERONA (Dosagem na urina)

    Descrição:
    Sinonímia: Mineratocorticóide.

    Material: Urina de 24 horas - Alíquota de 10 mL.

    Colheita, conservação: Colher urina de 24 horas; manter refrigerada durante a colheita; se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Anotar uso de hipotensores, diuréticos e/ou dieta com conteúdo anormal de sódio.

    Método: Radioimunoensaio com extração prévia.

    Interferentes: -

    Valores normais: 4 a 20 pg/24h, quando em dieta normossódica (11 a 55 nmol/d).

    Interpretação: A aldosterona é um hormônio esteróide produzido pelas células da zona glomerulosa do córtex adrenal, sendo o principal mineralocorticóide. A principal indicação clínica da sua determinação é no diagnóstico do hiperaldosteronismo primário (Síndrome de Conn, adenoma de supra-renal) ou secundário. Altera-se de acordo com o conteúdo de sal da dieta, postura e uso de drogas, principalmente diuréticos.

    Exames relacionados: Renina, aldosterona sérica, potássio sérico.