Ciência e Saúde

28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
23/Jun/2022 17:00h
Kemune: a cidade de 3,4 mil anos que reapareceu no Iraque devido à seca
23/Jun/2022 09:01h
Vem aí a nutrição de precisão
Ver todas

Exames

  • DEHIDROGENASE LÁCTICA (Determinação da atividade no soro)

    Descrição:
    Sinonímia: Lactato Dehidrogenase, DHL.

    Material: Soro. Volume mínimo: 0,5 mL.

    Colheita, conservação: Separar o soro logo após a colheita, evitando hemoptise. Conservar as amostras à temperatura ambiente (20 a 25ºC). Não refrigerar ou congelar.

    Preparo do paciente: Jejum mínimo de 4 horas.

    Método: Cinético, em UV.

    Interferentes: Hemólise aumenta a atividade. Refrigeração ou contentamento diminuem a atividade.

    Valores normais: 120 - 240 U/L.

    Interpretação: Valores elevados são encontrados em neoptasias, doenças cárdio-respiratórias com hipoxemia, anemias hemotíticas e mega(oblásticas, mononucleose infecciosa e miopatias. No infarto do miocárdio, aumentos são notados cerca de 12 horas ap6s o infarto e usualmente se normalizam após a TGO. Aumentos são observados também no infarto pulmonar. Outras causas de aumento: hepatite, alcoolismo, infarto renal, pancreatite aguda, destruição excessiva de células, fraturas, obstrução intestinal. Na mononucleose com comprometimento hepático aumenta mais do que a TGO. Na hepatite, ao contrário, a TGO aumenta muito mais do que a DHL.

    Exames relacionados: TGO, TGP, CPK, isoenzimas da DHL.