Ciência e Saúde

25/Jun/2021 11:25h
Nova espécie de ancestral humano é descoberta em Israel
24/Jun/2021 23:01h
Brasil se aproxima de 510 mil mortes por Covid, com 2.042 registradas nas últimas 24 horas
24/Jun/2021 21:13h
Especialista diz à CPI que 'falsa sensação de segurança' com drogas ineficazes é 'mais grave' que ef...
24/Jun/2021 11:28h
Óvnis: o que se sabe sobre relatório inédito do Pentágono
24/Jun/2021 09:00h
Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais
Ver todas

Exames

  • PARASITOLÓGICO DE FEZES

    Descrição:
    Sinonímia: Protoparasitológico, pesquisa de helmintos e protozoários nas fezes.

    Material: Fezes. Peso mínimo: 20 g - frasco simples. Até o nível marcado quando em frasco com conservador.

    Colheita, conservação: Fezes recém emitidas devem ser enviadas ao laboratório em 2 frascos: um seco e outro com conservante. As amostras não devem ser contaminadas com urina e nem coletadas do vaso sanitário.

    Preparo do paciente: Se o paciente não estiver com fezes líquidas ou pastosas, orienta para colher com laxante não oleoso. Não usar os seguintes medicamentos: antiácidos, antidiarreicos, anti-helmínticos, bário, bismuto, magnésio e CaCO3.

    Método: Ritchie modificado, Hoffman, Faust, Kato, Baerman, Coloração pela Tionina. O exame direto será feito se o material apresentar muco, pus ou sangue.

    Interferentes: Urina, água (do vaso sanitário), medicamentos.

    Valores normais: Negativo.

    Interpretação: O exame é útil no diagnóstico das parasitoses intestinais e tem como objetivo o encontro de trofozoitas ou cistos de protozoários e ovos ou larvas de helmintos, lembrando-se que os ovos de Taenia e Enterobius raramente aparecem nas fezes.

    Exames relacionados: Coprocultura, pesquisa de rotavírus, anal swab.