Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • PROVA RÁPIDA PARA IDENTIFICAÇÃO DE ESTREPTOCOCOS BETA-HEMOLÍTICOS

    Descrição:
    Material: Secreção de orofaringe, Nasofaringe ou amígdalas.

    Colheita, conservação: 0 material é colhido com "swab" especial e colocado em tubo apropriado para transporte, devendo ser encaminhado imediatamente ao laboratório.

    Preparo do paciente: Evitar, se possível, o uso de antibióticos tópicos ou sistêmicos.

    Método: Conglutinação com partículas de látex sensibilizadas.

    Interferentes: Antibióticos.

    Valores normais: Negativa.

    Interpretação: 0 teste é útil no diagnóstico das amigdalite causadas por estreptococos beta-hemolíticos do grupo A (Streptococcus pyogenes), cuja presença pode ser constatada de forma mais rápida do que através da cultura.

    Exames relacionados: Cultura de orofaringe.