Ciência e Saúde

28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
23/Jun/2022 17:00h
Kemune: a cidade de 3,4 mil anos que reapareceu no Iraque devido à seca
23/Jun/2022 09:01h
Vem aí a nutrição de precisão
Ver todas

Exames

  • PLAQUETAS

    Descrição:
    Sinonímia: Contagem de trombócitos.

    Material: Sangue com EDTA. Volume mínimo: 2,0 mL.

    Colheita, conservação: -

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas.

    Método: Método de Fônio, modificado.

    Interferentes: Microcoágulos, agregados plaquetários.

    Valores normais: 200.000 a 500.000/mm.

    Interpretação: São causas de aumento no número de plaquetas: doenças mieloproliíerativas (policitemia vera, LMC, mielofibrose com metaplasia mielóide), doenças inflamatórias (febre reumática, artrite reumatóide, colite ulcerativa, etc.), doenças malignas {carcinomas, doença de Hodgkin e outros linfomas). As plaquetopenias podem ser hereditárias (síndrome de Wiskott-Aldrich, síndrome de Bernard-Soulier, Síndrome de Fanconi) ou adquiridas (PTI, secundária a doenças auto-imunes, anemia aplástica, anemias megaloblásticas, coagulopatias de consumo, etc).

    Exames relacionados: Hemograma, coagulograma, prova do laço, retração do coágulo, TS.