Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • PROGESTERONA

    Descrição:
    Sinonímia: -

    Material: Soro, plasma EDTA ou plasma heparinizado. Volume mínimo: 1,0 mL.

    Colheita, conservação: Se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas. Anotar o dia do ciclo menstrual. De preferência, o material deve ser colhido entre o 21 º. e 24º. dias do ciclo (fase lútea).

    Método: Radioimunoensaio com extração prévia.

    Interferentes: Lipemia.

    Valores normais: Sexo feminino: fase folicular: 2 a 105 ng/dL (0,06 a 3,33 nmol/L)
    fase lútea: 500 a 2000 ng/dL (1,6 a 63,6 nmo/L)
    menopausa: 16 a 40 ng/dL (0,50 a 1,27 nmol/L)
    Sexo masculino: 17 a 39 ng/dL (0,54 a 1,24 nmol/L)

    Interpretação: A progesterona é um esteróide secretado pelas gônadas e adrenais, atingindo, durante a fase lútea do ciclo menstrual, valores 10 a 20 vezes mais elevados que os da fase folicular. Durante a gestação, grandes quantidades deste hormônio são produzidas pela placenta. A principal aplicação clínica da determinação deste hormônio é no diagnóstico de ciclos anovulatórios, onde não há formação de corpo lúteo e, portanto, os níveis de progesterona permanecem baixos durante todo o ciclo.

    Exames relacionados: Estradiol, LH, FSH, teste de estímulo com LHRH para dosagem de FSH e LH.