Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • ÁCIDO HOMOGENTÍSICO

    Descrição:
    Sinonimia: Alcaptonúria.

    Material: Urina recente, amostra isolada. Volume mínimo: 10 mL.

    Colheita, conservação: Colher a urina em frasco contendo vaselina líquida. Evitar o contato com o ar.

    Preparo do paciente:

    Método: Vários métodos qualitativos:de alcalinização da urina, do cloreto férrico, de redução do reativo de Benedict.

    Interferentes: Aspirina, L-Dopa e ácido ascóbicor podem dar resultados fatso-positivos.

    Valores normais: Teste negativo.

    Interpretação: O teste é útil no diagnóstico da alcaptonúria. Nesta doença caracterizada por presença de ácido homogentísico na urina, pigmentação de cartilagens e outros tecidos conjuntivos e quase sempre, em idade avançada, artrite, a urina pode escurecer quando exposta ao ar por algumas horas. Escurecimento da urina também pode ocorrer na melanúria e quando há constituintes como fenóis, ácido gentísico (metabolito de salicilatos) e metildopa presentes.

    Exames relacionados: -