Ciência e Saúde

25/Jun/2021 11:25h
Nova espécie de ancestral humano é descoberta em Israel
24/Jun/2021 23:01h
Brasil se aproxima de 510 mil mortes por Covid, com 2.042 registradas nas últimas 24 horas
24/Jun/2021 21:13h
Especialista diz à CPI que 'falsa sensação de segurança' com drogas ineficazes é 'mais grave' que ef...
24/Jun/2021 11:28h
Óvnis: o que se sabe sobre relatório inédito do Pentágono
24/Jun/2021 09:00h
Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais
Ver todas

Exames

  • IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS

    Descrição:
    Sinonímia: -

    Material: Soro. Volume mínimo: 1,0 mL.

    Colheita, conservação: Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas.

    Método: Separação eletroforética das proteínas em gel de agarose e imunodifusão contra anti-soro humano total e anti-soros específicos para cadeias pesadas e leves de imunoglobulinas (anti-igG, anti-lgA, anti-lgM, anti-Kappa e antilambda). Determinação quantitativa das imunoglobulinas por imunodifusão radial.

    Interferentes: -

    Valores normais: As seguintes proteínas são identificadas e devem estar presentes: pré-albumina, albumina, alfa-1 glicoproteína ácida, alfa-l-anti-tripsina, cerutoplasmina, haptoglobina, alfa-2-macroglobulina, transferrina, C3, IgG, IgA e IgM. Valores normais de imunoglobulinas: vide imunoglobulinas. As imunoglobulinas devem ser policlonais.

    Interpretação: O teste é útil no diagnóstico de paraproteinemias, como as observadas no mieloma múltiplo, macroglobulinemia de Waldenstron, doenças linfoproliferativas malignas e nas gamopatias municionais benignas. A imunoeletroforese em si não é teste quantitativo. No Laboratório Fleury inclui dosagens de imunoglobulinas, que também podem ser solicitadas isoladamente. Nos mielomas produtores somente de cadeia leve (Kappa ou Lambda) a imunoeletroforese do soro pode dar resultado falso negativo, a menos que insuficiência renal já esteja instalada. As cadeias leves são filtradas e saem na urina. Sua pesquisa na urina (Vd. Proteínas de Bence-Jones) é mais sensível. A imunoeletroforese não deve ser o exame de escolha quando se deseja avaliar a presença e/ou nível das outras proteínas séricas; para a grande maioria delas há métodos específicos de pesquisa e/ou dosagem.

    Exames relacionados: Imunoglobulinas (incluídas no exame), eletroforese de proteínas, mielograma, pesquisa de proteínas de Bence-Jones.