Ciência e Saúde

28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
23/Jun/2022 17:00h
Kemune: a cidade de 3,4 mil anos que reapareceu no Iraque devido à seca
23/Jun/2022 09:01h
Vem aí a nutrição de precisão
Ver todas

Exames

  • CRIOGLOBULINAS (Pesquisa e dosagem no soro)

    Descrição:
    Sinonímia: -

    Material: Soro Volume mínimo: 3,0 mL.

    Colheita, conservação: O sangue deve ser colhido a 37ºC, sendo o transporte e a separaç5o do soro feitos a mesma temperatura.

    Preparo do paciente: Jejum de 8 horas.

    Método: Um teste rápido turbidimétrico é realizado para detectar casos com grande quantidade de crioglobulinas. Este resultado, se positivo, é comunicado diretamente ao Médico Assistente. A precipitaç5o dos crioglobulinas de 3,0 mL de soro se processa por 5 dias. Dosagem de proteínas pelo método de Lowry. Caracterização imunoquímica das globulinas por imunoeletroforese em gel de agarose a 37 º C, com soros específicos anti-IgG, anti-lgA, anti-lgM, anti-Kappa e anti-Lambda.

    Interferentes: Lipemia excessiva pode interferir.

    Valores normais: Teste negativo, com dosagem de proteínas no crioprecipitado inferior a 80pg/mL de soro. A caracterização imunoquímica só é feita com valores superiores a 80 pg/mL de soro.

    Interpretação: Exame útil no diagnóstico e caracterização de crioglobulinemias. Estas ocorrem de forma idiopática, em doenças linfoproliferativas, doenças infecciosas agudas ou crônicas, em doenças auto-imunes como o lupus, no mieloma múltiplo, na macroglobulinemia de Waldenstron, e em certos tumores.

    Exames relacionados: Perfil do complemento, pesquisa de auto-anticorpos, eletroforese de proteínas.