Ciência e Saúde

16/Set/2021 09:00h
Ideias para o atendimento da saúde em 2030
14/Set/2021 23:00h
Brasil volta a ter média móvel acima de 500 mortes diárias por Covid após 6 dias
14/Set/2021 19:23h
Combinação de tipos diferentes de vacinas contra a Covid pode ser vantajosa e gerar mais resposta
14/Set/2021 17:58h
Brasil, Índia e África do Sul foram focos de surgimento de novas variantes do coronavírus até junho,...
14/Set/2021 16:55h
Dois objetos com mais de 10 mil anos são achados dentro do estômago de crocodilo nos EUA
Ver todas

Exames

  • ANTÍGENO AUSTRÁLIA

    Descrição:
    Sinonímia: HBsAq, antígeno de superfície do vírus da hepatite B, antígeno Au.

    Material: Soro, plasma EDTA ou plasma heparinizado. Volume mínimo: 0,5 mL.

    Colheita, conservação: Se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Jejum não obrigatório.

    Método: Radioimunoensaio.

    Valores normais: Negativo.

    Interpretação: O HBsAg se torna positivo cerca de 1 a 2 meses após o contágio, ou seja, ainda no período de incubação. Permanece positivo por cerca de 8 a 16 semanas e, nos casos que envoluem para cura, está sempre negativo após 6 meses. A persistência de HBsAg positivo após período superior a 6 meses indica o estado de portador crônico, que pode ou não ter doença hepática crônica.

    Exames relacionados: Anti-HAV (IgM e IgG), anti-HBc (IgM e IgG), anti-HBs, AgHBe, anti-HBe, TGO e TGP e bilirrubinas.