Ciência e Saúde

23/Set/2021 14:27h
Nos EUA, homem com doença rara recebe rim transplantado do próprio marido
23/Set/2021 09:01h
Oficinas de teatro e dança com idosos vão virar espetáculos
22/Set/2021 09:00h
Gente do campo: Johanna Döbereiner descobriu que plantas podem gerar seu próprio adubo interagindo ...
21/Set/2021 09:00h
Atendimento deve englobar pacientes com demência e seus cuidadores
19/Set/2021 19:35h
Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional
Ver todas

Exames

  • pH FECAL

    Descrição:
    Sinonímia: Acidez fecal.

    Material: Fezes. Peso mínimo: 2 g.

    Colheita, conservação: Colher fezes, evitando contaminação com urina. As fezes devem ser recém eliminadas (prazo máximo: 1 hora).

    Preparo do paciente: Evitar o uso de talco. Usar coletor de urina se necessário, para proteger contra a contaminação com urina.

    Método: Colorimétrico.

    Interferentes: Contaminações com urina, medicamentos.

    Valores normais:
    Lactente em aleitamento materno: 5,0 ? 6,0.
    Lactente em aleitamento com leite de vaca: 7,2 - 9,0. Crianças de l a 4 anos: 5,6 - 7,5.
    Acima de 4 anos: 6,5 - 7,5.

    Interpretação: O teste é útil no diagnóstico das diarréias por deficiência de dissacaridases, situação em que o açúcar não absorvido (lactose, sacarose), sob ação bacteriana, se transforma em ácido láctico, reduzindo o pH fecal.

    Exames relacionados: Pesquisa de substâncias redutoras nas fezes, Coprológico, atividade de Tripsina fecal.