Ciência e Saúde

23/Set/2021 14:27h
Nos EUA, homem com doença rara recebe rim transplantado do próprio marido
23/Set/2021 09:01h
Oficinas de teatro e dança com idosos vão virar espetáculos
22/Set/2021 09:00h
Gente do campo: Johanna Döbereiner descobriu que plantas podem gerar seu próprio adubo interagindo ...
21/Set/2021 09:00h
Atendimento deve englobar pacientes com demência e seus cuidadores
19/Set/2021 19:35h
Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional
Ver todas

Exames

  • AUTOVACINA

    Descrição:
    Sinonímia: Vacina autógena.

    Material: Secreção de orofaringe de furúnculo, de amigadas ou qualquer outro material, ou a partir de bactérias isoladas do próprio paciente e conservadas adequadamente .

    Colheita, conservação: Colher o material de acordo com as instruções para cultura. Em material enviado, colocar a cepa em meio de transporte.

    Método: Diluição e esterilização do microrganismo pelo calor.

    Interferentes: É contra indicada a vacina se a bactéria isolada for um estreptococo beta-hemolítico do grupo A.

    Interpretação: Utilizada no tratamento de determinadas infecções bacterianas de caráter crônico ou recidi-vante. como faringites e amigdalites, furunculose, sinusites e outras e também como tratamento auxiliar em processos alérgicos associados (rinite, bronquite, etc.). Recomenda-se sua aplicação de preferência por via subcutânea (1 aplicação a cada 5 dias, em doses crescentes de 0.1 mL até o volume de 1,0 mL). Pode em alguns casos ser aplicada por via oral sob forma de spray os sublingual (nestes casos diariamente, com intervalo de 12 horas).

    Exames relacionados: Cultura, Antibiograma.