Ciência e Saúde

23/Set/2021 14:27h
Nos EUA, homem com doença rara recebe rim transplantado do próprio marido
23/Set/2021 09:01h
Oficinas de teatro e dança com idosos vão virar espetáculos
22/Set/2021 09:00h
Gente do campo: Johanna Döbereiner descobriu que plantas podem gerar seu próprio adubo interagindo ...
21/Set/2021 09:00h
Atendimento deve englobar pacientes com demência e seus cuidadores
19/Set/2021 19:35h
Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional
Ver todas

Exames

  • LINFÓCITOS T (OKT3) E SUBPOPULAÇÕES OKT4 (AUXILIADORES) E OKT5 (SUPR.)

    Descrição:
    Sinonímia: CD3-4-8 ou OKT3-4-8, OKT4/OKT8, subpopulações de linfócitos.

    Material: Sangue heparinizado. Volume mínimo: 10,0 mL. Sangue EDTA. Volume mínimo: 3,0 mL (para série branca).

    Colheita, conservação: Colher em tubo heparinizado e enviar imediatamente ao laboratório. O exame deve ser realizado no mesmo dia.

    Jejum não obrigatório.

    Método: Imunofluorescência indireta, utilizando-se anticorpos monoclonais murinos específicos para cada subpopulação e conjugado fluorescente anti-Ig de camundongo.

    Valores normais: CD4/CO8 ou OKT4/OKT8 igual ou maior que 1,2. Valores inferiores a 1,0 podem traduzir alteração do mecanismo regulador da resposta imune.

    Interpretação: Teste útil na avaliação das imunodeficiências nas quais ocorrem alterações de linfócitos T supressores e T auxiliadores, como por exemplo na AIDS na qual o vírus HIV é especificamente citotóxico para as células OKT4-CD4, provocando uma redução progressiva de seu número e conseqüente redução do índice OKT4/OKTS.

    Exames relacionados: Anti-HIV, cultura de linfócitos, testes cutâneos de imunidade.