Ciência e Saúde

28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
23/Jun/2022 17:00h
Kemune: a cidade de 3,4 mil anos que reapareceu no Iraque devido à seca
23/Jun/2022 09:01h
Vem aí a nutrição de precisão
Ver todas

Exames

  • LINFÓCITOS T (OKT3) E SUBPOPULAÇÕES OKT4 (AUXILIADORES) E OKT5 (SUPR.)

    Descrição:
    Sinonímia: CD3-4-8 ou OKT3-4-8, OKT4/OKT8, subpopulações de linfócitos.

    Material: Sangue heparinizado. Volume mínimo: 10,0 mL. Sangue EDTA. Volume mínimo: 3,0 mL (para série branca).

    Colheita, conservação: Colher em tubo heparinizado e enviar imediatamente ao laboratório. O exame deve ser realizado no mesmo dia.

    Jejum não obrigatório.

    Método: Imunofluorescência indireta, utilizando-se anticorpos monoclonais murinos específicos para cada subpopulação e conjugado fluorescente anti-Ig de camundongo.

    Valores normais: CD4/CO8 ou OKT4/OKT8 igual ou maior que 1,2. Valores inferiores a 1,0 podem traduzir alteração do mecanismo regulador da resposta imune.

    Interpretação: Teste útil na avaliação das imunodeficiências nas quais ocorrem alterações de linfócitos T supressores e T auxiliadores, como por exemplo na AIDS na qual o vírus HIV é especificamente citotóxico para as células OKT4-CD4, provocando uma redução progressiva de seu número e conseqüente redução do índice OKT4/OKTS.

    Exames relacionados: Anti-HIV, cultura de linfócitos, testes cutâneos de imunidade.