Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • COMPLEMENTO TOTAL

    Descrição:
    Sinonímia: CH50, atividade hemolítica do complemento.

    Material: Soro, liquido sinovial ou líquido pleural. Volume mínimo: 2,0 mL.

    Colheita, conservação: Após a colheita, deixar coagular o material por 30 minutos à temperatura ambiente e depois por mais 30 a 60 minutos a 4 C. Se o exame não for realizado no mesmo dia, congelar a amostra.

    Preparo do paciente: Jejum de 8 horas.

    Método: Técnica de Wadsworth e Maltaner.

    Interferentes: Hemólise.

    Valores normais: De 170 a 330 U/mL.

    Interpretação: Teste útil no diagnóstico e acompanhamento de doenças causadas por imunocomplexos, ou na detecção da deficiência de algum dos componentes do sistema complemento. Pacientes deficientes congenitamente em componentes iniciais (C1q, C1r, C1s, C4, C2) freqüentemente se apresentam com doenças auto-imunes ou mediadas por imunocomplexos. Deficientes em C3 ou em componentes terminais podem se apresentar com infecções de repetição; nas deficiências de C5 a C8 podem ocorrer infeções graves por germes do gênero Neisseria. As deficiências mais freqüentes são as adquiridas, e são vistas com freqüência no Lupus Eritematoso Sistêmico, nefrite pós estreptocócica, crioglobutinemia mista essencial e glornerulonefrites mesângio-capilares. Vasculites sistêmicas, nefrites proiiferativas idiopáticas, nefrite de Berger e as síndromes nefróticas idiopáticas por lesões glomerulares mínimas, glomeruloesclerose focal, glomerulonefrite proliferativa mesangial, glomerulopatia membranosa idiopática são normocomplementêmicas. Hipercomplementemia pode ocorrer em numerosos estados inflamatórios, como urna resposta de fase aguda.

    Exames relacionados: C1q, C2, C3, C4, fator B, ASLO, FAN, crioglobulinas, imunocomplexos circulantes.