Ciência e Saúde

25/Jun/2021 11:25h
Nova espécie de ancestral humano é descoberta em Israel
24/Jun/2021 23:01h
Brasil se aproxima de 510 mil mortes por Covid, com 2.042 registradas nas últimas 24 horas
24/Jun/2021 21:13h
Especialista diz à CPI que 'falsa sensação de segurança' com drogas ineficazes é 'mais grave' que ef...
24/Jun/2021 11:28h
Óvnis: o que se sabe sobre relatório inédito do Pentágono
24/Jun/2021 09:00h
Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais
Ver todas

Exames

  • ALFA-1 GLICOPROTEÍNA ÁCIDA (Dosagem no soro)

    Descrição:
    Sinonímia: Soromucoide.

    Material: Soro. Volume mínimo: 0,5 mL.

    Colheita, conservação: Colher sangue sem anticoagulante; congelar a amostra se o exame não for realizado no mesmo dia.

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas.

    Método: Imunoquímico (imunodifusão radial).

    Interferentes: Anovulatórios estrogênicos diminuem o nível (in vivo).

    Valores normais: 55 - 140 mg/dL. Níveis iguais aos de adultos são atingidos por volta de 10 meses de idade.

    Interpretação: Exame útil no diagnóstico e seguimento de processos inflamatórios. É um dos melhores indicadores de atividade inflamatória. Aumenta na artrite reumatóide, no LED, na ileite de Crohn, em neoplasias, sobretudo metastáticas, queimaduras, trauma, infarto do miocárdio, estados associados com proliferação celular exagerada e após exercício físico violento. Diminui na desnutrição, em hepatopatias severas, enteropatias com perda protéica e na gravidez. Sua determinação em derrames cavitários pode ser útil: os níveis são baixos em transudatos, intermediários em exudatos inflamatórios e elevados em exudatos por neoplasias.

    Exames relacionados: Alfa-l-antitripsina, proteína C-reativa, haptogtobina, mucoproteínas.