Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • ALFA-1 ANTITRIPSINA (Dosagem no soro)

    Descrição:
    Sinonímia: AAT.

    Material: Soro. Volume mínimo: 0,5 mL.

    Colheita, conservação: Colher sangue sem anticoagutante; congetar o soro se o exame não for realizado no mesmo dia.

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas.

    Método: Imunoquímico (imunodifusão radial).

    Interferentes: Contraceptivos orais aumentam o nivel (in vivo).

    Valores normais: 200 - 400 mg/dL.

    Interpretação: Exame útil no diagnóstico de deficiência congênita de alfa-1 antitripsina e comporta-se como proteína de fase aguda de inflamação, Crianças ou adultos deficientes de AAT podem apresentar hepatite crônica ativa e cirrose. Adultos com esta deficiência podem desenvolver doença pulmonar obstrutiva crhnica. Como proteína de fase aguda aumenta na artrite reumatóide, infecqões bacterianas, vasculites, neoplasias. Gravidez e anovulatórios hormonais aumentam os níveis (in vivo).

    Exames relacionados: Alfa-1 glicoproteína ácida, proteína C-reativa, haptogtobina.