Ciência e Saúde

25/Jun/2021 11:25h
Nova espécie de ancestral humano é descoberta em Israel
24/Jun/2021 23:01h
Brasil se aproxima de 510 mil mortes por Covid, com 2.042 registradas nas últimas 24 horas
24/Jun/2021 21:13h
Especialista diz à CPI que 'falsa sensação de segurança' com drogas ineficazes é 'mais grave' que ef...
24/Jun/2021 11:28h
Óvnis: o que se sabe sobre relatório inédito do Pentágono
24/Jun/2021 09:00h
Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais
Ver todas

Exames

  • TESTE DE HAM

    Descrição:
    Sinonímia: Teste para hemoglobinúria paroxistica noturno.

    Material: Sangue do paciente colhido com heparina. Volume mínimo: 10 mL. Sangue também heparinizado de um indivíduo com o mesmo grupo sanguíneo do paciente. Volume mínimo: 10 mL.

    Colheita, conservação: Desfibrinar as 2 amostras com pérolas de vidro e separar as hemácias do soro. Ser utilizados os soros das 2 amostras e a papa de hemácias das 2 amostras.

    Preparo do paciente: Jejum de 8 horas.

    Método: Método de kam ou do soro acidificado.

    Interferentes: Alterações de pH (pH ótimo = 6,5 a 7,0).

    Valores normais: Ausência de Hemólise.

    Interpretação: Teste útil no diagnóstico de hemoglobinúria paroxística noturna, em que as hemácias dos indivíduos afetados são anormalmente sensíveis análise pelos constituintes normais do plasma. ou do soro acidificado (componentes do complemento). Um falso resultado positivo é encontrado, algumas vezes, em anemia esferocítica. Neste caso, refaz-se o teste usando soro inativado a 56º C por 30 minutos. Na anemia esferocítice o teste continuará positivo.

    Exames relacionados: Hemograma, reticulados, teste de Coombs, hemugiubina na urina.