Ciência e Saúde

03/Jul/2022 10:00h
Por que somos mais sujeitos a tonturas ao envelhecer
30/Jun/2022 09:01h
Por que a desigualdade é um fator de risco para o Alzheimer
28/Jun/2022 09:00h
A vida depois de uma doença grave
26/Jun/2022 09:01h
O mito do abismo entre as gerações
24/Jun/2022 04:00h
Harvard responderá processo sobre fotos de escravos feitas para pesquisa racista em 1850
Ver todas

Exames

  • ÍNDICE DE CONSUMO DE PROTROMBINA

    Descrição:
    Sinonímia: TP no soro, tempo de protrombina sérica.

    Material: Sangue sem anticoagulante. Volume mínimo; 2.0 mL, Sangue com solução de citrato.

    Volume mínimo: 5,0 mL.

    Colheita, conservação: Colher com seringa plástica evitando garrotearnento prolongado. Do tubo sem Coagulante separa-se o soro urna hora após ter coagulado. Do tubo com citrato separa-se o plasma.

    Preparo do paciente: Jejum de 4 horas

    Método: De Quick, 1951.

    Interferentes: Medicamentos; tubos contaminados com detergente ou cálcio; Hemólise; proporção inadequada de sangue e anticoagulante.

    Valores normais: O a 30º.

    Interpretação: O teste nos fornece uma avaliação da atividade residual da protrombina no soro. Defeitos na, produção de trornboplastina (que converte protrombina em trombina) causam alteração neste teste. A prova.. será habitualmente anormal na presença de defeitos modificados e severos de coagulação (deficiências de fw tor Vlll, IX, X, Xi, Xll), nas Trombocitopenias e nos defeitos de função paqueraria. Consumo normal de protrombina não significa que não haja defeito de coagulação sendo portanto um teste pouco sensível e que vem sendo substituído por outros mais sensíveis.

    Exames relacionados: Coagulograma, contagem de plaquetas.